Presidente da ABIR, Alexandre Jobim fala em Audiência Pública na Câmara. Bebidas açucaradas são responsável por apenas 4% das calorias ingeridas diariamente.

Presidente da ABIR, Alexandre Jobim fala em Audiência Pública na Câmara. Bebidas açucaradas são responsável por apenas 4% das calorias ingeridas diariamente.

ABIR debate impostos sobre bebidas açucaradas na Câmara dos Deputados

A proposta de aumento de impostos sobre bebidas açucaradas para combater a obesidade foi tema de audiência pública realizada nesta terça-feira (31) na Câmara dos Deputados, em Brasília. O presidente da Associação Brasileira de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (ABIR), Alexandre K. Jobim, participou do evento levando aos participantes informações sobre a  alta carga tributária incidente sobre o setor e a comprovada ineficácia do aumento de impostos para combater a obesidade a partir de experiências internacionais e estudos científicos.

“A indústria de bebidas não alcoólicas já arrecada mais de R$ 10 bilhões de tributos anuais. Taxar as bebidas açucaradas não é a solução. A indústria trabalha pela luta contra a obesidade. Temos a oportunidade de fazer uma parceria entre poder público, indústria e sociedade para trabalharmos juntos”, afirmou Jobim.

O debate promovido pelas Comissões de Seguridade Social e Família e Esportes da Câmara dos Deputados contou ainda com a presença da coordenadora substituta de Educação Alimentar e Nutricional do Ministério da Saúde, Gisele Bortolini; do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, representado por Carla Gisele Dos Santos Mota; do coordenador-geral de Tributação da Receita Federal, Fernando Mombelli; da nutricionista, Márcia Terra, representando a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN); do advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), Igor Rodrigues Britto; do professor adjunto do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Rafael Moreira Claro; do professor associado do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Hugo Da Costa Ribeiro Júnior; do nutrólogo e cardiologista do Instituto Dante Pazzanese, Carlos Daniel Magnoni; e da diretora executiva da ACT Promoção da Saúde, Paula Johns.

Assista a audiência na íntegra

 

Também pode ser de seu interesse
Nova websérie mostra experiência inédita de jogadores amadores de League of Legends junto a profissionais
Aliança Latinoamericana de Associações da Indústria de Alimentos e Bebidas elege nova diretoria
1º Seminário ABIR sobre Água Mineral acontece no próximo dia 28
Coca-Cola incentiva o reconhecimento de pequenos gestos para o Natal